quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

"Trabalho e Saúde: entrelaçando projetos de vida": projeto de qualidade de vida entra em seu 2º ano de atividades

Dando sequência às ações de qualidade de vida no trabalho, coordenadas pela Gestão de Pessoas (COGPE), os servidores do IF-SPP e os trabalhadores da empresa terceirizada que ali prestam serviços tem comparecido assiduamente aos encontros semanais do projeto. Na última terça, 27/01/2015, o grupo subdividiu-se em três para praticar atividades físicas.Futebol, vôlei, basquete, jump, caminhada... todas têm sido opções válidas na hora de buscar cuidados com o corpo e a mente, além do bem-estar social proporcionado pela interação entre os que trabalham no Instituto As atividades vêm sendo desenvolvidas nos espaços externos, no núcleo de artes e no ginásio do Campus, sendo realizadas sempre às terças e quintas, das 15h às 16h.
Abaixo algumas imagens do projeto “Trabalho e Saúde: entrelaçando projetos de vida”:









sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

SAÚDE E CIDADANIA NA ESCOLA: projeto da COAES – IFRN/SPP reúne estudantes, docentes e técnicos.

A Coordenação de Atividade Estudantis – COAES iniciou em 2015 uma série de ações em sala de aula com as turmas dos cursos Integrado e Subsequente. Voltados para a prevenção e promoção e saúde e cidadania, o Projeto “Saúde e cidadania na escola” visa a formação integral dos estudantes e se dá na forma de palestras, minicursos e workshops.
As atividades desenvolvidas têm sido realizadas de modo compartilhado, ou seja, os professores interagem durante o desenrolar dos conteúdos em sala.


Imagens captadas durante palestra de Ana Sânzia, enfermeira no Campus São Paulo do Potengi.

Temas como conscientização da higiene bucal – pela odontóloga Danielle Alves; projeto de vida e futuro, com a psicóloga Natalie Brito; higiene corporal, tratada pela enfermeira Ana Sânzia; e protagonismo juvenil – abordado pelas assistentes sociais Santana Freitas e Kaline Fonseca – já foram apresentados aos estudantes. A expectativa que essa iniciativa se desenvolva a outras áreas de conhecimento, ampliando o nível de percepção e aprendizagem do corpo discente do IFRN em São Paulo do Potengi.
Abaixo, a proposta de atividades para 2015:


#CocselfieSPP


Bom dia e boa sexta... E aí, animados com o FDS?

Nós da COCSEV, que não paramos de pensar em como trazer vocês a interagirem ainda mais com nossa fanpage no Facebook, recebemos ontem uma sugestão muito boa.

Anna Júlia, aluna do Integrado em Meio Ambiente, teve a ótima ideia de uma nova forma de participação: a "Cocselfie".

Partindo daí - de uma foto ser enviada para a Coordenação de Comunicação postar no Face -, extrapolamos na empolgação e resolvemos criar um concurso.

Assim, todos os que enviarem autorretratos (as famosas "selfies") concorrerão a um prêmio no final do semestre letivo.

O autor da melhor fotografia - que será escolhida pelos três diretores do IF/SPP - ganhará um livro (que deverá ser retirado no Campus).

A participação é livre e não tem limite de envios. Ou seja, manda foto quem quer e manda quantas vezes quiser. vocês tem quase um mês!

A nossa logo está logo aí embaixo. 

Agora é com vocês... Abusem da criatividade. Nós estamos esperando!


quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Estudantes do Campus SPP/IFRN realizam coleta de lixo às margens do Potengi



Buscando aliar o conhecimento difundido em sala de aula com a vivência prática, os estudantes do curso integrado em Meio Ambiente do Campus São Paulo do Potengi fizeram uma visita ao leito (quase morto) do Rio Potengi em São Pedro, município vizinho à cidade que sedia o Instituto na região e dista 63 km da capital, Natal.

Na ocasião, os alunos realizaram uma ação de cidadania, limpando o lixo espalhando às margens do rio: material plástico, papelão e até resto de animais em decomposição podem ser encontrados no local.

A iniciativa da atividade, realizada na manhã desta quinta, 22 de janeiro de 2015, partiu da Coordenação de Pesquisa e Inovação (COPEIN) do Campus, sob a responsabilidade da Professora Doutora Ulisandra Lima, com o auxílio do bolsista de pesquisa, o estudante Willyam Firme. Para Ulisandra há a necessidade urgente de que se faça algo pelo rio, pois a contaminação – disse ela – do solo pode prejudicar todo o ecossistema do entorno.

Os alunos, além de juntarem mais de trinta sacos de lixo em menos de meia hora de atividade, coletaram material para análise. Envolvidos e sensibilizados com o que viram e viveram, os jovens decidiram formar uma comissão que irá procurar órgãos públicos que sejam responsáveis pela limpeza e manutenção a fim de que sejam propostas alternativas de descarte e reaproveitamento do lixo.


Abaixo divulgamos algumas imagens captadas durante a ação dos alunos.